quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Testes pré-natais mais rápidos e fáceis a partir de fevereiro

Exame, que utiliza apenas algumas gotas de sangue da grávida, pode salvar bebês

Novos exames pré-natais chegam para baratear custos e agilizar diagnósticos. A partir da próxima segunda-feira, dia 1º de fevereiro, o pré-natal de grávidas de 26 municípios do Estado do Rio de Janeiro será muito mais simples. A data marca a implantação dos testes pré-natais do Programa de Atenção à Gestante do Estado do Rio de Janeiro (Pró-Mãe), que utilizarão a técnica de coleta de sangue em papel de filtro, padronizada pelo Instituto Vital Brazil (IVB), órgão da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

Muito semelhante à tecnologia utilizada no teste do pezinho, feito em bebês recém-nascidos, com apenas algumas gotas de sangue da grávida, o exame identifica doenças como Aids, sífilis, toxoplasmose e hepatite B, além de distinguir a classificação sanguínea e os níveis de hemoglobina e glicose. O teste deve ser feito no início da gravidez e no terceiro trimestre da gestação. A tecnologia elimina a necessidade da utilização de seringa. A técnica apresenta uma logística simples, que diminui os custos de todos os processos desde a coleta até o envio.

“Além de ser muito mais prático do que o convencional, o exame é muito mais rápido: a gestante não precisa estar em jejum, então ao chegar na unidade de saúde, já faz o teste. Depois disso, em 15 dias o resultado está disponível às pacientes. Essa agilidade é muito importante, pois quanto mais rápido o tratamento for iniciado, maior a chance das doenças não serem transmitidas ao feto. Com a prevenção, a população ganha em saúde e qualidade de vida”, afirma Antônio Werneck, presidente do Vital Brazil.

Os municípios que receberão os testes pré-natais em papel de filtro passaram por treinamento nesta última semana de janeiro para aprender a manusear o material e aplicar o exame. As amostras serão encaminhadas ao IVB para análise. Os primeiros municípios a utilizarem a técnica serão São João de Meriti, Itaguaí, Itaboraí, Niterói, Aperibé, Bom Jesus de Itabapoana, Cambuci, Cardoso Moreira, Italva, Itaocara, Itaperuna, Laje do Muriaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, Santo Antônio de Pádua, São José de Ubá, Varre-Sai, Campos dos Goytacazes, Carapebus, Conceição de Macabu, Macaé, Quissamã, São Fidelis, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra (todos da Região Norte e Noroeste além de quatro da Região Metropolitana). A ideia é que em 2011 todo o Estado esteja coberto com este tipo de exame.

“Nessa etapa, 30 mil gestantes deverão ser atendidas e, ao fim do próximo ano 100% das gestantes pacientes da Rede SUS (70 mil) receberão atendimento com o teste do Pró-Mãe”, estima Antônio Werneck, presidente do Instituto Vital Brazil.

O Instituto Vital Brazil (www.ivb.rj.gov.br) é um dos 18 laboratórios oficiais brasileiros e um dos três fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos para o Ministério da Saúde, que os distribui por todo o Brasil. Fica na Rua Maestro José Botelho, 64, Vital Brazil, em Niterói.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Diversão garantida no Vital Brazil

Evento para as crianças movimenta o instituto no dia 29

A criançada já tem um bom programa para estes últimos dias de férias escolares: o próximo dia 29, sexta-feira, promete ser uma grande oportunidade de reunir muita diversão e aprendizagem no Instituto Vital Brazil (IVB). Estão programadas atividades lúdicas e bate-papos muito animados sobre bichos e sobre a vida e a obra do cientista Vital Brazil. O evento faz parte das comemorações do aniversário de 145 anos de nascimento do Vital Brazil, completados em 2010. A entrada é gratuita e não é necessário fazer inscrição prévia.

A programação começa com a tradicional extração de venenos de cobras e escorpiões aberta ao público, às 10h. As crianças podem manipular cobras não-venenosas enquanto assistem a uma verdadeira “aula” com o passo a passo a retirada do veneno dos animais. Depois do processo da extração, os biólogos do IVB respondem às dúvidas que surgirem. “A ideia é ensinar sobre os hábitos destes animais e desmistificar a imagem de “vilã” das serpentes, já que a cobra é um dos bichos que mais causa aversão às pessoas”, explica Luís Eduardo Ribeiro da Cunha, Diretor Científico do Vital Brazil.

Além da extração, os visitantes desta sexta-feira recheada de atividades para os pequenos poderão conhecer o Laquesário, espaço onde são criadas exemplares da maior serpente venenosa das Américas, a surucucu pico-de-jaca (Lachesis muta). Espécie muito rara, que inclusive já chegou a ser ameaçada de extinção, ela possui um cantinho especial no Vital Brazil, que reproduz o habitat natural do bicho. Outra visita deste dia será ao Aracnário do instituto, onde as crianças poderão conhecer o local onde são criadas as aranhas e escorpiões do IVB.

O bate-papo divertido sobre o cientista e sobre os animais com os quais trabalhou durante toda a sua vida está programado para acontecer às 14h. A criançada terá a oportunidade de ouvir de Leonora Vital Brazil, bisneta do cientista, curiosidades sobre o fundador da instituição. Também estão previstas muitas brincadeiras que aproximarão as crianças do dia-a-dia científico. Às 15h, fechando as comemorações da sexta-feira, acontecerá outra extração de venenos para as crianças que perderem o primeiro horário. “Essa homenagem é uma das melhores que poderíamos fazer ao médico, cientista e homem que foi Vital Brazil. Pelo que seus familiares contam, ele tinha uma relação especial com crianças, gostava de conversar, contar histórias, de ensinar os filhos e netos e acreditava na importância da educação”, conta o diretor.

Órgão da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, o Instituto Vital Brazil (www.ivb.rj.gov.br) é um dos 18 laboratórios oficiais brasileiros e um dos três fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos para o Ministério da Saúde, que os distribui por todo o Brasil. Fica na Rua Maestro José Botelho, 64, Vital Brazil, em Niterói.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Shelterboxes chegam a Porto Príncipe Haiti


As primeiras SHELTERBOXES chegaram a Porto Príncipe e outras centenas devem chegar mais tarde hoje.

O Time de Socorro da SHELTERBOX formada por David Eby (E.U.A), Robinson Wayne (E.U.A) Mark e Pearson (Reino Unido), que estão na capital do Haiti desde quinta-feira, recebem as primeiras SHELTERBOXES no Aeroporto de Porto Príncipe ontem.

A equipe diz que doze destas caixas serão utilizadas para construir um hospital de emergência no aeroporto.

"Estamos ajudando a construir um hospital de campo com estas tendas no aeroporto", disse Mark Pearson. "Estas são as condições desesperadas, amputações estão acontecendo a cada meia hora. Há uma necessidade urgente de tendas em hospitais e esta é nossa primeira prioridade."

O chefe de Operações SHELTERBOX John Leach disse: "A segurança de nossos funcionários no Haiti é de suma importância. Estamos trabalhando com as principais as agências em terra para garantir que SHELTERBOXES não só sejam distribuídas de forma rápida e eficiente, mas que a nossa equipe seja capaz de trabalhar em um ambiente seguro".

Mais algumas centenas de caixas devem chegar a PORTO PRINCIPE hoje à tarde de Miami em um avião fretado. Enquanto isso, milhares de SHELTERBOXES estão sendo embaladas no Centro de Operações da SHELTERBOX no Reino Unido.

O Diretor e Fundador da ShelterBox Tom Henderson disse: "A devastação no Haiti mudou todos aqui. Temos agora nossas caixas no chão e é um enorme privilégio poder ajudar. A escala da devastação é enorme.

Graças à determinação de nossos funcionários e voluntários, temos sido capazes de atender ao desastre em tempo recorde. Nossos agradecimentos vão para as equipes de voluntários, bem como aos nossos doadores, que nos permitem fazer isso.

A SHELTERBOX depende inteiramente de doações públicas e da generosidade das pessoas. Nós não recebemos financiamento governamental peço se possível, para nos ajudar. "

Para doar no Brasil:
Banco Bradesco
Agencia 122
Conta corrente - 181604-7
Fav. Rotary Club São Caetano do Sul Olímpico
CNPJ. 55.059.885/0001-96

Conheça mais sobre SHELTERBOX em http://www.shelterbox.org/

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Fortalecer Comunidades – Unir Continentes será o lema do RI em 2010-11

Por Donna Polydoros
Notícias do Rotary International – 18 de janeiro de 2010


Após subir ao palco ao som de “California, here I come”, o presidente eleito Ray Klinginsmith anunciou o lema do RI para 2010-11, Fortalecer Comunidades – Unir Continentes, durante a sessão plenária de abertura da assembleia internacional de 2010.

Klinginsmith disse que chegou ao lema após examinar os lemas do RI nos últimos anos e notar que poucos deles tinham significado para não-rotarianos.

"Decidi então buscar um lema curto que atendesse a dois objetivos: explicar o Rotary a não-rotarianos e validar nosso trabalho para os rotarianos", ele explicou. “As palavras que escolhi para descrever a missão do Rotary e dar destaque a nossas realizações são: Fortalecer Comunidades – Unir Continentes."

O presidente eleito descreveu como seus 50 anos de experiência rotária contribuíram para sua ênfase nas comunidades, sejam elas próximas ou distantes. Por exemplo, como bolsista da Fundação Rotária ele estudou por um ano na África do Sul, tendo sido a primeira pessoa de sua pequena cidade de Unionville, nos Estados Unidos, a estudar no exterior.

O anúncio do lema foi feito à noite, diferente dos anúncios de lemas passados, demonstrando a predisposição para mudanças de Klinginsmith. Ele convidou governadores eleitos a avaliar procedimentos tradicionais que não estejam mais funcionando para adotar novas práticas sempre que adequado.

Klinginsmith também homenageou rotarianos do passado que ajudaram a elevar o Rotary ao lugar de destaque que a organização ocupa hoje no cenário mundial. Ele incentivou os governadores de distrito a se reunirem com ex-presidentes e dirigentes do RI de forma a fortalecer sua ligação com o passado do Rotary.

Leia mais na página do RI: www.rotary.org/pt/MediaAndNews/News/Pages/100118_IA10_theme.aspx

Fortalecer Comunidades — Unir Continentes

Ray Klinginsmith
Presidente Eleito do RI



Muitos aqui conhecem a música “California, Here I Come”. Esta velha e bela canção reflete nossas expectativas para esta reunião. A hora é esta, e não é mais “California, Here I Come”, mas sim “California, We Are Here”! A nova turma de líderes do Rotary está aqui, pronta para o trabalho!

A quantidade de talentos que temos entre os rotarianos é impressionante. A música que estava tocando quando cheguei ao palco foi gravada em minha cidade, Kirksville, por 16 universitários da Truman State University, para promover a convenção do Rotary em Los Angeles. O arranjo musical e a condução foram feitas por um colega do meu clube, Randy Smith. Randy e os alunos deram uma bela demonstração de talento e personificaram a máxima Dar de Si Antes de Pensar em Si.

E aquela velha canção que mencionei, que estão ouvindo agora, está sendo tocada por Mary Sallee, que esta semana emprestará seu talento musical, enlevando nosso espírito por esses dias. Graças a ela esta assembleia terá mais brilho. Mary é rotariana e mora no estado de Oklahoma, aqui nos Estados Unidos. Ela estudou música em Viena como bolsista da Fundação. Eis aqui mais um fruto da Fundação Rotária, Mary Sallee!

Como temos muita coisa para falar, vamos começar com algo que normalmente é do interesse dos governadores eleitos, que são os blazers do ano que vem. Alguns de vocês podem achar que foi Paul Harris quem lançou a tradição do paletó. Na realidade esta tradição teve início há somente 25 anos.

Foi exatamente no ano de 1984-85, durante a presidência de Carlos Canseco. O governador do meu distrito naquele ano, Jim Fischer, teve papel essencial para dar início e manter esta nossa tradição. Jim e seu irmão eram donos de uma loja de esportes na área de St. Louis. Quando alguns dos colegas de Jim mostraram interesse em comprar paletós de uma cor vibrante para facilitar sua identificação na convenção do Rotary, Jim providenciou blazers da cor amarelo canário para eles. Os blazers amarelos, apelidados de “Jell-O jackets”, foram a sensação da convenção de 1985 em Kansas City.

Eles foram tão populares que em 1986-87, o então presidente do RI, M.A.T. Caparas, pediu a Jim para fazer um lote de blazers bordô, no tom de Harvard, para venda na assembleia internacional de 1986 em Nashville. Todos gostaram da ideia, e a partir de então os presidentes seguintes do RI passaram a encomendar os blazers na cor de sua preferência; Jim continuou sendo o fornecedor oficial. O resto é história. Gostaria agora de mostrar meu apreço a dois dos meus heróis no Rotary, que fizeram com que os blazers se transformassem em tradição na nossa organização. Vamos homenagear o ex-governador Jim Fischer, de St. Louis, e o ex-presidente do RI M.A.T. Caparas, das Filipinas!

O anúncio da cor deste ano é, por que não dizer, um tanto anticlimático, já que anunciei a cor bordô aos governadores indicados em Birmingham. Como devem saber, conseguimos um desconto de 50% com a venda antecipada dos blazers. Embora o desconto tenha sido ótimo, há uma lição importante aqui para se aprender: a avaliação de uma prática já estabelecida, muitas vezes leva ao seu aperfeiçoamento, o que é bastante benéfico. É importante que procuremos tradições que temos no Rotary, inclusive nos clubes e distritos, que já deixaram de ser consideradas “melhores práticas”. E que sejam lançadas novas tradições.

Vamos agora falar de outro assunto que também interessa muito aos futuros governadores: o lema do RI para o nosso ano. Pensei bastante para tomar a minha decisão e durante esse processo eu avaliei os lemas de cada ex-presidente e os coloquei em categorias. O primeiro que aparece no Official Directory é de 1949-50, e assim como os demais lemas daquela época, consistia de uma longa lista de objetivos. Os lemas, como os conhecemos hoje, começaram nos anos cinquenta em versões mais curtas: Rotary É Esperança em Ação. Desenvolvamos Nossos Recursos. Ajudem a Moldar o Futuro.

Entre os lemas mais recentes, muitos foram longos, como Atue com Integridade, Sirva com Amor, Trabalhe pela Paz. Mostre que o Rotary se Interessa — pela sua comunidade, pelo nosso mundo, pela humanidade. Outros foram bem curtos, como Participem! Estenda a Sua Mão. Rotary Compartilha.

Alguns lemas começavam com verbos e eram um chamado à ação: Seja Amigo. Dê a Mão ao Próximo. Mostremos o Caminho. Outros foram declarações para enfatizar uma ideia: Você É a Chave. A Humanidade É a Nossa Missão. A Verdadeira Felicidade Está em Ajudar ao Próximo. Dezesseis lemas incluíram a palavra Rotary: Vivam Rotary. Desfrute Rotary. Rotary Compartilha.Celebremos Rotary. Rotary Leva Esperança.

Três lemas incluíram o conceito de SERVIÇO: Service Above Self, ou Dar de Si Antes de Pensar em Si. Que o Ideal de Servir Ilumine o Caminho. Rotarianos — Unidos para Servir — Dedicados à Paz, e três a ideia de ponte ou pontes: Bridge the Gaps, ou seja, Unindo Gerações. Construam Pontes da Amizade. A Humanidade é Uma Só: Criemos Pontes de Amizade em Todo o Mundo.

Minha avaliação dos lemas revelou outro aspecto importante. A maioria deles fala somente para os rotarianos, e alguns poucos procuram explicar o que é o Rotary para quem é de fora. A possibilidade do duplo propósito me fez pensar sobre a recomendação do maior vendedor do Rotary, Frank Devlyn, de que todos nós devemos elaborar uma síntese, com poucas palavras, para vender o Rotary a não-rotarianos. Algo curto para ser dito entre o tempo em que o elevador fecha a porta e abre no outro andar. Assim, optei por um lema que atendesse a dois objetivos: explicar o Rotary a não-rotarianos e validar nosso trabalho para os rotarianos.

Na minha busca pelas palavras certas, busquei inspiração nas Avenidas de Serviços e observei que os Serviços Internos e os Serviços Profissionais nos ajudam a aproveitar a vida e ser melhores cidadãos. Os Serviços Comunitários, combinados aos Serviços Profissionais, transformam nossas comunidades em lugares melhores para vivermos e trabalharmos. Os Serviços Internacionais, por sua vez, nos permitem formar parceria com clubes de outros países, mesmo que em outros continentes, para fazer deste um mundo melhor, com mais oportunidades para que haja compreensão mundial, boa vontade e paz. Assim sendo, me deparei com a questão de como melhor expressar a contribuição singular dos rotarianos, seja local ou globalmente.

Contemplei o conselho dado por Jim Collins em seu best seller From Good to Great, sobre organizações sem fins lucrativos. Seu conselho é reavaliar as respostas às seguintes questões para determinar a direção a seguir: 1) Com o que os associados mais se identificam? 2) O que sua organização faz melhor do que qualquer outra no mundo? 3) O que traz recursos?

Fomos guiados por estas três perguntas na definição do Plano Visão de Futuro para a Fundação Rotária, e eu as usei novamente para moldar meu pensamento sobre as palavras certas para descrever a paixão, criatividade e generosidade dos rotarianos. Vamos fazer uma pausa.

Pensem em três ou quatro palavras que descrevam bem o Rotary. Pensem em palavras que darão a quem é de fora uma ideia do nosso propósito e farão com que os rotarianos sintam orgulho de estarem associados ao Rotary!

Ao procurarmos as palavras certas, é importante lembrar que o Rotary é movido pela vontade de servir e é também uma organização formada por Rotary Clubs. Sendo assim, precisamos compartilhar nossos valores centrais de serviço, companheirismo, diversidade, integridade e liderança com outras pessoas e organizações. Então, quais são as palavras mágicas que traduzem a essência do Rotary?

Pensei em muitas palavras e frases depois que o presidente John Kenny anunciou seu lema tão propício neste mesmo salão no ano passado. As palavras que selecionei para descrever a missão atual do Rotary e para destacar nossas conquistas são justamente as palavras que sintetizam o que fazemos de melhor: Fortalecer Comunidades — Unir Continentes.

Espero que concordem comigo que essas quatro palavras refletem muito bem quem somos e o que fazemos como rotarianos. Fazemos parte de uma organização singular, sem dúvida uma das melhores do mundo. Motivamos as pessoas e renovamos os recursos dos locais onde vivemos de uma maneira única, que foi belamente sumarizada pela governadora do meu distrito no ano passado, Elizabeth Usovicz: “Quando o otimismo permeia nossos clubes somos capazes de inspirar as comunidades às quais servimos, e quando elas são inspiradas pelo nosso serviço e presença são, por sua vez, capazes de inspirar novas pessoas a se associar ao Rotary. Este é certamente um ciclo poderoso”.

Elizabeth estava certa quando disse que inspiramos nossos clubes e comunidades quando seguimos a vocação rotária de servir. Embora a maioria de nós concorde que o Rotary é a melhor organização do mundo quando se trata de melhorar as comunidades, aqueles que pertencem a outras organizações não acham a mesma coisa. Entretanto, quando falamos em fortalecer comunidades e unir continentes, a maior parte das pessoas concorda que o Rotary é o melhor em promover a união, cooperação e suporte para fazer deste um mundo melhor para se viver e trabalhar. Ed Cadman foi direto ao ponto quando disse que o ”Rotary é unidade sem uniformidade”. Isto faz com que sejamos a melhor organização do mundo. Temos realmente muita sorte em sermos rotarianos!

Ao celebrarmos as conquistas de nossos clubes e distritos, e o estrondoso sucesso do Rotary, não podemos nos esquecer que muito devemos aos inúmeros rotarianos que trabalharam com afinco no passado para que o Rotary ocupasse a posição que ocupa hoje no cenário mundial. Esta reunião nos dá a oportunidade de encontrar ex-presidentes e outros administradores que conduziram o Rotary por esses 50 anos durante os quais tenho comparecido a reuniões rotárias.

Tenho orgulho de dizer que carrego na bagagem 50 anos de experiência rotária. Desde o momento em que recebi minha bolsa de estudos do Rotary Club da minha cidade, Unionville, no Missouri, até minha partida para estudar na África do Sul, passei a frequentar as reuniões semanais, na ocasião sem nenhum custo. Eu fui o primeiro estudante de minha pequena cidade a estudar no exterior, e isso jamais teria acontecido se não fosse o Rotary.

Agora parem para pensar que quase 50.000 bolsistas tiveram a mesma chance, e que 60.000 membros de equipes de Intercâmbio de Grupos de Estudos viajaram a outros países e continentes. Não nos esqueçamos também que mais de 100.000 estudantes do Intercâmbio de Jovens moraram no exterior. O Rotary tem sido o grande catalisador para a redução do número de casos de pólio no mundo, de 500.000 em 1979 para menos de 2.000 no ano passado, um declínio de 99,9%. Estamos prestes a erradicar uma das mais temidas doenças da história da humanidade. Agora lembrem-se que anualmente os rotarianos gastam 10 vezes mais com projetos comunitários do que com contribuições à Fundação, totalizando mais de um bilhão de dólares empregados todos os anos em projetos comunitários.

Com esse dado espantoso será que ainda resta dúvida de que este é um momento mais do que perfeito para virar rotariano? Vocês conseguem pensar em alguma outra organização onde seu tempo e talento poderiam ser melhor empregados para o bem do mundo? Conforme refletimos sobre nosso orgulho mútuo com relação ao Rotary, devemos estar conscientes do quanto nossas responsabilidades vão mudar. Vocês estão prestes a integrar a nova turma de governadores, e em apenas cinco meses teremos a responsabilidade mútua não apenas de fazer com que o Rotary continue sendo a organização número um em seu ramo como também de conduzi-lo a níveis ainda mais altos. Muito do nosso sucesso dependerá do tempo, talento e persistência que cada um de vocês se dispôs a ofertar, no papel de amigos, conselheiros e motivadores aos clubes de seus distritos. O Rotary precisa do comprometimento de cada governador eleito que está aqui neste salão, pois mesmo uma grande caravana tem sua velocidade ditada pelo viajante mais lento! Não fiquem para trás para correr o risco de atrasar a caravana rotária rumo ao novo século do Rotary International, iniciado 100 anos atrás com a primeira convenção de Rotary Clubs em agosto de 1910!

Se todos nós aqui neste salão queremos verdadeiramente ser os líderes que temos a capacidade de ser, será mesmo que ainda resta alguma dúvida de que os melhores dias do Rotary ainda estão por vir? Sim, nós podemos, desde que estejamos dispostos a dar nosso tempo e suor! O 1,2 milhão de associados é um número relativamente pequeno comparado à população mundial de seis bilhões. Mas não se esqueçam do conselho dado pela antropóloga Margaret Mead: “Nunca duvide que um grupo de pessoas conscientes e resolutas possa mudar o mundo; de fato é sempre assim que acontece”.

Mudamos sim, e continuaremos a mudar o mundo de maneira positiva! Será que conseguiremos fazer mais ainda nesta época de dificuldade econômica? Sim, conseguiremos! Juntos! A fórmula é bastante simples. Para alcançarmos sucesso no ano que vem, tudo o que precisamos fazer é concentrar nossos esforços para incentivar os clubes e distritos a fazer o que os rotarianos fazem de melhor: Fortalecer Comunidades — Unir Continentes!

domingo, 17 de janeiro de 2010

Homenagem ao Palhaço emociona Jorge Henrique, o Pic-Caramelo

Na decorrer da nossa reunião, realizada na última quarta-feira, no Rio Cricket, foi prestada homenagem a Jorge Henrique Pereira da Silva Neves, pelo Dia do Palhaço, comemorado no dia 10 de dezembro.

A sua apresentação ficou a cargo do comp. Marco Condeixa, que falou sobre suas qualidades e experiências como artista, no desempenho de seu papel como palhaço profissional.

Ao assumir a tribuna Jorge Henrique, muito emocionado, agradeceu pela homenagem, ainda mais vinda de pessoas que fazem parte de uma organização tão grandiosa como o Rotary. Falou também sobre a sua alegria e satisfação em oferecer seus préstimos como palhaço em atividades beneficentes em comunidades carentes.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Encontro de companheirismo em Conservatória



Num dia quente e ensolarado, o companheiro Luiz Carlos reuniu os amigos, em sua casa em Conservatória, para um delicioso churrasco em comemoração ao seu aniversário, transcorrido no dia 7 de janeiro.

A aproximadamente 2 horas e meia de Niterói, Conservatória é uma cidadezinha que encanta a todos. Tornou-se famosa por suas serestas que são realizadas em praticamente todos os fins de semana em seu núcleo histórico. Também é conhecida pelo nome "Pedacinho do Céu".


Vieram amigos seresteiros e companheiros do clube para prestigiar a festa que foi abrilhantada com uma maravilhosa tarde musical na ampla varanda da casa.

À noite, a festa se prolongou na tradicional seresta realizada no núcleo histórico de Conservatória, que incluiu, além da música, declamação de poesias, em homenagem à mãe do comp. Luiz Carlos, D. Luiza.

Foi, sem dúvida, um encontro de companheirismo que vale a pena repetir.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

AGRADECIMENTO

Prezados Companheiros.

1- Obrigado pela atenção e preocupação para conosco. Nosso Distrito 4600 passo por momentos difíceis, mas com Graças de Deus e apoio das pessoas de bem como vocês, estamos superando.

2- As doações em *materiais* poderão ser enviadas para os seguintes endereços:

Angra dos Reis
Colégio Estadual Arthur Vargas, Rua Coronel Carvalho, S/N, Centro - Angra dos Reis/RJ
A/C Celso Mendonça Andrade (presidente) e/ou Renato Nunes de Carvalho (secretário)
Rotary Club Angra dos Reis

São Luiz do Paraitinga
A/C do comp. Antônio Carlos de Andrade (12)8145-8811, presidente do RC São Luiz do Paraitinga, Rua Benfica n°179, Centro , São Luiz do Paraitinga/SP

3- As doações em dinheiro poderão ser enviadas/depositadas, na Conta Poupança Ouro n° 30199X variação 01, Agência 2922-X - Ettore Rotary Calam. Pública

4- Os recursos depositados serão geridos/distribuidos por nós e pelos membros integrantes da Comissão Distrital de Finanças, companheiros: Osias Joaquim Ferreira (RC-Volta Redonda Norte), Luiz Carlos Valeretto (RC Taubaté) e Sérgio Nassif (RC Jacareí)

5- Deus lhes pague e os recompense por tudo que já fizeram e vierem a fazer por nosso Distrito 4600 e por Rotary International. Lembrando que "FAZER O BEM NOS FAZ BEM", REITERAMOS QUE O "FUTURO DO ROTARY ESTÁ EM SUAS MÃOS".

Um forte Abraço
Ettore Dalboni da Cunha
Governador 2009/2010
Distrito 4600

Depois das festas de final de ano a retomada das atividades


Na primeira quarta-feira de 2010, dia 6 de janeiro, o Rotary Icaraí realizou a sua também primeira reunião após o período das festas natalinas.

Foi um encontro de companheirismo diferente, pois foi realizada em outro local em Icaraí, na Padaria Beira-Mar, e de maneira informal. Foi também o momento tão aguardado para matar as saudades de todos.

Infelizmente nem todos puderam comparecer, por estarem fora da cidade.

Esperamos encontrar todos na próxima quarta-feira, dia 13 de janeiro, de volta no Rio Cricket, às 8 horas, para o nosso habitual café da manhã.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Rotaract Niterói Icaraí realiza sua confraternização de final de ano


No último sábado que antecedeu a semana natalina, dia 19 de dezembro, os associados do Rotaract Niterói Icaraí se reuniram para uma simples, porém significativa confraternização de final de ano.

Na sala de reuniões da ADR, no anexo da Casa da Amizade, trocaram cartões com mensagens, no lugar das tradicionais lembranças de Amigo Oculto e cultivaram o bom companheirismo acompanhado de um lanche, com contribuições de cada um dos rotaractianos.

Esteve presente a esse encontro uma convidada especial: a intercambiada Patrícia Fernandes Castro, que viajaria naquela semana para a Hungria, para um intercâmbio de três meses de duração.

Para os membros do Rotaract Icaraí, foi um semestre rico em ações humanitárias, em companheirismo, amizade, amadurecimento e crescimento pessoal, marcante para esses jovens.

Rotaract Niterói Icaraí inicia segunda etapa da Campanha Vestindo Solidariedade



A Campanha "Vestindo Solidariedade", que estava prevista para terminar no dia 18 de dezembro, acabou sendo estendida até o dia 8 de janeiro de 2010.

No dia 21 de dezembro passado, no prédio anexo à Casa da Amizade, os associados do Rotaract Niterói Icaraí realizaram a primeira triagem dos donativos recebidos até então.

A maior parte das doações recebidas foram roupas, que foram separadas por tamanho e por gênero e, em seguida, colocadas em sacolas prontas para serem entregues.

Continuam chegando mais donativos, agora com brinquedos que serão distribuídos para creches.

Apesar do pouco tempo de divulgação, a campanha rendeu resultados surpreendentes, incluindo uma entrevista da presidente Priscila Caldas no programa "Sua Cidade e Seus Valores" da Rádio Espaço Comunitário.

sábado, 2 de janeiro de 2010

SOS ANGRA DOS REIS

Em nome do nosso Governador Ettore Dalboni do Distrito 4600 venho solicitar a ajuda de todos os rotarianos que participam deste nosso GEROI.

Todos tem acompanhado as notícias sobre a tragédia que se abateu sobre a cidade de Angra dos Reis.

O Rotary Club de Angra dos Reis enacabeçado pelo seu presidente, Co. Celso, está empenhado na ajuda humanitária aos desabrigados que já são muitos e preocupa a todos, pois nesta época do ano as chuvas são intensas e mais áreas de desabamentos e de inundações são previstas e medidas terão que ser tomadas com urgência para o alívio daquela população que é muito carente mesmo que a cidade possua belas mansões e ilhas paradisíacas.

Nossos companheiros do RC daquela cidade pedem que sejam feitas campanhas de envio de material, conforme abaixo e de urgente nescessidade:
- Água mineral em grande quantidade pois água em alguns locais não pode ser usada segundo a prefeitura.
- Material de Limpeza - Cloro, sabão em pó, sabão em pedra
- Material de Higiene Pessoal - Sabonete, Fraldas infantis e geriatricas, papel higiênico
- Alimentos não perecíveis tais como leite em pó
.

As doações deverão ser encaminhadas para o seguinte endereço e em nome do Rotary Club de Angra dos Reis:
CEAV - Colégio Estadual Arthur Vargas
Rua Coronel Carvalho S/N Centro
Angra dos Reis/RJ


Nossos companheiros do Rotary Club de Volta Redonda estão mobilizados e vários empresários de nosso clube estão colocando suas empresas aqui na região para recolhimento das doações em rede de supermercados e de distribuidoras de gás.

Nosso Distrito 4600 está sendo especialmente afetado pelas chuvas nas cidades de Guararema, Aparecida, Cunha, Patraiba do Sul e outras mais todas com clubes de Rotary, que por sua vez estão também empenhados nestas campanhas.

Ajude-nos a minimizar o sofrimento da população de Angra dos Reis, enviando estas doações com URGÊNCIA.

Obrigado companheiros do GEROI.

Abraços

Rubens Stehling
Rotary Club de Volta Redonda
Presidente Eleito 2010/2011